6 tipos de ilumunação para a pintura de retrato

Como iluminar seu modelo para a pintura de retrato

A beleza de qualquer imagem se dá principalmente pela forma como ela é iluminada, e isso fica ainda mais explicito em espaços comerciais, restaurantes, e museus. Onde muitas vezes, peças e espaços ganham efeitos especiais quando submetidas a um jogo ordenado de luz e sombra.

pintura a óleo

Ao longo da história da arte, os artistas sempre procuraram montar seus atelies em espaços com generosas janelas voltadas para o norte a fim de terem domínio do efeito da iluminação sobre os objetos de sua arte. Hoje em dia, se você não possui um ateliê nos moldes ideais com boa iluminação natural, e assim como eu, vive na realidade dos pequenos apartamentos da cidade, então um conhecimento básico de iluminação poderá lhe ser útil para captar boas imagens de referencia para a sua pintura.
Iluminação do ateliê
The Studio of Alexandre Calame. Engraving from: L'Illustration, 17 and 24 January 1851, 44,The Hague, Koninklijke Bibliotheek, T 1788

Numa dessas navegadas pela internet, encontrei um tutorial sobre iluminação para fotografia de retratos, e dentre as muitas formas de luzes descritas no post, havia uma chamada "Luz Rembrandt", e foi aí que a ficha caiu! Antes eu simplesmente iluminava sem me preocupar em achar um desenho especifico para as sombras, mas ao observar os tipos básicos de iluminação para retrato, entendi que aplicando esses conceitos a pintura, conseguiria produzir imagens mais interessantes, e o melhor, orientaria minha forma de captar as imagens de referência.

Então sem mais delongas, vamos aos seis principais tipos de iluminação para retrato.

pintura a óleo

De forte apelo dramático, essa iluminação inspirada nos trabalhos do artista holandês Rembrandt Van Rjn, se caracteriza principalmente pela luz diagonal e desenho iluminado de triangulo ao lado do nariz na área da sombra. Observem como esse padrão se repete nas obras do artista.

Rembrandt Van Rjn
Rembrandt Van Rjn

Para conseguir o efeito de luz Rembrandt é preciso um ponto de luz a 45°do modelo, e a cima dele. Caso esteja utilizando uma janela como fonte de luz, é provável que precise tapar a parte de baixo para que a luz venha só da parte superior, o importante é ir testando o desenho da sombra e o efeito desejado.

Pintura a óleo

A luz dividida se caracteriza pela divisão em partes mais ou menos iguais da proporção entre luz e sombra no modelo, o que cria um efeito rígido comumente associado aos rostos masculinos, mas isso não é uma regra, e é possível achar excelentes trabalhos com modelos femininos utilizando essa abordagem.
Sean Cheetham, Brian Neher, Edgar Degas
Sean Cheetham, Brian Neher, Edgar Degas

Para conseguir o efeito da luz dividida, você precisa colocar a luz a 90° perpendicular ao modelo, mais ou menos na mesma altura do rosto.

Pintura a óleo

A luz borboleta é assim chamada por causa do desenho da sombra que surge sob o nariz, diferente da luz dividida, esse padrão é mais associado ao público feminino, e é frequentemente utilizado nos editoriais de moda, também é uma boa iluminação para disfarçar as rugas, sendo recomendado para os que querem aparentar mais jovens no retrato.

pintura a óleo
Sean Cheetham, Lipking, David Kassan, Marvin Mattelson

Esse efeito é conseguido naturalmente com a luz do sol em cenas externas, e dificilmente com uma luz de janela. Ao utilizar refletor no estúdio, o ideal é posiciona-lo atrás da câmera, ou no caso da pintura com modelo vivo, bem a frente do modelo.

pintura a óleo


A forma curva ao lado do nariz e sobre as bochechas é a responsável por nomear esse tipo de luz, podendo ser mais longa ou mais curta. E ao contrário da luz Rembrandt, as sombras do nariz e da bochecha não se encontram.
Rembrandt, Gustave Jacquet, Sean Cheetham, Jeremy Lipking, Miles Williams Mathis
Rembrandt, Gustave Jacquet, Sean Cheetham, Jeremy Lipking, Miles Williams Mathis 

Para conseguir o efeito da luz curva, manipule seu ponto de luz ou o modelo para manter o formato da sombra ao lado do nariz pequena e apontando ligeiramente para baixo. Esse é um padrão de luz muito fácil de conseguir com iluminação natural externa, ou no estúdio com uma fonte de luz ligeiramente a cima dos olhos, e com os modelos entre 30° e 45° em relação a câmera.

pintura a óleo

Esqueça tudo o que falamos a respeito de sombras e nariz, a luz ampla se caracteriza basicamente por deixar a maior parte do rosto do modelo iluminado, independente do padrão de sombras produzido. Simples assim!

Degas, Lipking, Marvin Mattelson
Degas, Lipking, Marvin Mattelson

Não tem segredo, deixe a maior parte do modelo exposto a luz e você estará utilizando um tipo de iluminação ampla. Observe que a forma mais fácil de conseguir esse efeito é deixando o modelo de lado, criando uma fina faixa de sombra do lado oposto ao da luz, como podemos observar nas pinturas de crianças de Jeremy LIpking na montagem a cima.

Pintura a óleo

Por fim, o tipo de luz que é o oposto da luz ampla, a luz curta! E como o próprio nome já diz, a faixa iluminada do modelo é curta comparada a sombra, e normalmente, a face em sombra está posicionada no primeiro plano. Esse esquema de iluminação é especialmente indicado para obras que buscam representar momentos introspectivos, e confere qualidades esculturais aos elementos do rosto.

Cali Rezo, Stephanie Deshpande, Rembrandt, Tony Pro
Cali Rezo, Stephanie Deshpande, Rembrandt, Tony Pro.

Para criar o efeito de luz curta, o modelo deve ser posicionado de forma a receber o mínimo de iluminação, e é possível criar esse efeito com basicamente todos os tipos de fontes de luz, tanto artificial quanto natural.

Conclusão

Conhecer os diferentes tipos de iluminação poderá lhe ser útil ao fazer suas próximas pinturas de retrato, cada tipo apresentado nesse post representa uma possibilidade de expressão que poderá estar alinhada ao seu projeto, então minha maior recomendação é que treino seu olho para identificar os padrões de iluminação que lhe apresentei, para isso, basta ficar atento ao ver pinturas, fotos, filmes, etc. Outra forma de treinar seu olho é tentar reproduzir esses esquemas frente ao espelho, próximo a uma janela, com uma luminária e testando diferentes tipos de lampadas.

Espero que lhe seja útil,
Até a próxima!

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário