7 dicas para fotografar suas pinturas

Como fotografar pinturas.

É impossível pensar em qualquer forma de divulgação de trabalhos nos tempos atuais sem utilizar os recursos da internet, seja em blogs ou redes sociais, é através das imagens que você publica na web que seu trabalho será visto, então é crucial que você preste muita atenção na qualidade das imagem que está produzindo, e para ajudar você, separei 7 dicas que vão dar um UP na qualidade das fotografias de seus trabalhos.

passo a passo de como fotografar pinturas

Dica 01: Utilize tripé.

O tripé é fundamental no processo, a partir de um ponto fixo da câmera, você irá ajustar os outros elementos para chegar na melhor fotografia, mas não é só isso, há outras vantagens que ficarão ainda mais evidentes a medida que avançarmos no artigo.
Existem muitas qualidades de tripé a venda no mercado, desde os mais simples aos mais sofisticados, com sistema hidráulico e etc... Se o seu objetivo é apenas fotografar suas pinturas, não precisa investir muito, os mais simples já dão conta do recado, desde que sejam estáveis.

passo a passo de como fotografar pinturas

Dica 02: Posicione sua obra perpendicular a câmera.

Posicionar a câmera perpendicular a obra evita as distorções das linhas ao redor do quadro, ou seja, as linhas verticais estarão verticais e as horizontais estarão horizontais. Caso essas linhas ao redor da obra estejam "abauladas", apenas afaste mais a câmera e aumente o zoom. Nesse processo o tripé se mostra essencial, uma vez que acertar o posicionamento com as mãos se torna bem difícil para os menos treinados.
Como fotografar pinturas

Dica 03: Utilize o temporizador da câmera.

Ao clicar para fotografar sem utilizar o temporizador, muito provavelmente você movimentará a câmera, o que poderá distorcer a foto com um leve movimento. Para evitar isso, basta utilizar o temporizador e deixar que ela fotografe sozinha, a maioria das câmeras possui esse recurso que é bem útil para esses casos.

passo a passo de como fotografar pinturas

Dica 04: Utilize luz difusa e indireta. 

Se você estiver fotografando sobre condições normais, é provável que a luz do seu ambiente esteja vindo do teto, com isso, também é provável que sua pintura fique mais iluminada em cima e mais escura em baixo na fotografia. Para evitar esse tipo de situação, é aconselhável distribuir seus pontos de luz ao redor da obra, inclinando 45° em relação a ela e bloquear qualquer outra entrada de luz, seja das janelas ou do teto.
Se a pintura for pequena, apenas dois pontos de luz poderão ser suficientes, mas dependendo do tamanho da obra a ser fotografada, considere utilizar até quatro pontos de luz, preenchendo toda a extensão da obra a partir dos quatro cantos dela. A distancia dos pontos de luz para a obra dependerá da potencia da lampada que você está utilizando.

passo a passo de como fotografar pinturas

Dica 05: Aplique verniz fosco a pintura.

O verniz fosco irá ajudar a evitar o efeito brilhoso na superfície da pintura ao fotografar. Há inúmeras opções desses vernizes em spray das mais diversas marcas. Lembrando que o correto posicionamento das luzes já evita muito desse brilho.

Dica 06: Invista na qualidade da câmera.

A verdade é que sem uma câmera de qualidade, muitos dos tópicos a cima perdem a força, investir numa boa câmera é crucial se você pretende divulgar seus trabalhos com imagens de qualidade. O tipo mais recomendado é a DSLR (Digital Single Lens Reflex) que irá lhe proporcionar maior controle e qualidade de imagem. Os modelos mais baratos de DSLR já são suficientes para produzir fotos muito melhores do que as compactas comuns.
O ideal é testar suas luzes e equipamentos para chegar na configuração ideal de ISO, Exposição e abertura do diafragma (Talvez algo entre F8 e F5.6) e velocidade do obturador (Não menos que 60)

Dica 07: Utilize programas de edição de imagem.

Mesmo seguindo todos os passos descritos até aqui, é provável que seja preciso melhorar um pouco o contraste, brilho e saturação da imagem. Uma edição simples em um programa de edição de imagem resolve a questão. Caso esteja utilizando uma câmera DSLR, recomendo que a configure para salvar as imagens no formato de arquivo RAW, um sistema de arquivos sem qualquer tipo de compressão adicionada, lhe dando maiores chances de edição e qualidade.

Conclusão: 

Você não vai precisar fazer um curso de fotografia e nem perder muito tempo quebrando a cabeça para fazer boas fotos de seus trabalhos, caso tenha um equipamento mínimo necessário. 
Com exceção da câmera, a maior parte dos itens descritos nesse post são baratos, e dependendo do lugar em que fizer suas fotos, já nas primeiras tentativas encontrará a melhor configuração para a sua necessidade.

Espero ter ajudado, e até a próxima!

Comentários